domingo, 10 de julho de 2011

EM NOME DE UM CORAÇÃO TRANQUILO


Em nome de um coração tranquilo
É que faço poesias e oro
Sorrio com os amigos e com os amigos choro
Carrego minha pesada cruz
Mesmo sem enxergar a luz

Em nome de um pouco de alívio
É que convido Deus para minha vida
Em meio às dores e despedidas
Buscando além do que posso ver
Uma esperança pra não morrer

Tudo em busca de serenidade
Calma, paz, viver de verdade
Em nome das rotas que precisam ser acertadas
É assim que organizo essas palavras

Em nome de um refrão que possa ser (re)cantado
É por isso que confio no Cristo Ressucitado
Em nome do único bem que eu tenho, única herança
Em nome da inocência intacta de criança!

3 comentários:

  1. que poético! tocou meu coração.

    ResponderExcluir
  2. Escreves muito bem! Parabens pelo dom. Estou lhe seguindo. Confira o meu blog tambem.

    xD

    ResponderExcluir
  3. http://ondadagalera.blogspot.com/p/selo-na-onda-da-galera.html SELO PARA VC!

    ResponderExcluir